segunda-feira, 25 de junho de 2018

Blitz em São Paulo

Com uma formação estável há cerca de dez anos, estúdio próprio (Toca da Onça) e dois anos de produção, entre viagens inspiradoras pelo Brasil, EUA, Portugal, Japão e vários outros países, a Blitz lança CD de inéditas: Aventuras II dias 17 e 18 de julho no Theatro Net São Paulo, na Vila Olímpia, 21h.

Formada por Evandro Mesquita (vocal, guitarra e violão), Billy Forghieri (teclados), Juba (bateria), Rogério Meanda (guitarra), Cláudia Niemeyer (baixo), Andréa Coutinho (backing vocal) e Nicole Cyrne (backing vocal), o novo álbum tem nome inspirado no LP de estreia da banda As aventuras da Blitz (1982).

Esse novo trabalho ferve com a mistura de rock, pop, funk, reggae, samba e blues, característica da Blitz e a participação de convidados tão ilustres quanto inusitados. Estão em Aventuras II parceiros da mesma geração do rock como Paralamas do Sucesso, Frejat, Arnaldo Brandão, George Israel e Dadi, assim como amigos de outras paragens como Seu Jorge, Sandra de Sá, Zeca Pagodinho, Alice Caymmi, Andreas Kisser, Pretinho da Serrinha e MC Cert. 

Um pouco de história

Em 1982, a lona foi esticada sobre o Arpoador, surgiu um espaço multicultural e democrático conhecido como Circo Voador. Naquele palco praiano nasceu a BLITZ. 

Em julho daquele ano, a banda gravou o compacto Você não soube me amar, que, em três meses, vendeu 100 mil cópias e atingiu a marca de um milhão de cópias vendidas em plena crise da indústria fonográfica. Na sequência, lançou o primeiro LP As Aventuras da Blitz, com venda mais impressionante que a do compacto.  

A BLITZ era inclassificável. Com sua origem no grupo teatral Asdrúbal, trouxe o trombone, o grupo ganha capas de revistas importantes como Veja, Manchete e Isto É. Evandro & Cia arrombaram as portas do Rock Brasil, a MPB nunca mais seria a mesma. O sucesso da banda mudou o panorama das rádios e das gravadoras do Brasil.

A banda fez grandes shows em ginásios e estádios, e invade espaços como o extinto Canecão, onde batia recordes com a juventude do Rio se vendo no palco, representada pela Blitz. 

Duas apresentações merecem destaque: no primeiro Rock In Rio, em 1985 e na Praça da Apoteose, em 1984, quando foi o primeiro grupo a se apresentar naquele palco para mais de 50 mil pessoas.

SERVIÇO:
Aventuras II
Theatro NET São Paulo – Shop. Vila Olímpia, 5º andar - Rua Olimpíadas, 360.
Datas: 17 e 18 de julho
Classificação: 12 anos
Duração: 60 minutos
Ingressos: R$ 200,00 (inteira) e R$ 100,00 (meia) - Plateia Central
R$ 180,00 (inteira) e R$ 90,00 (meia) - Plateia Lateral
R$ 140,00 - Balcão I - R$ 70,00 (meia)
R$ 80,00 - Balcão II - R$ 40,00 (meia)
Capacidade: 799 lugares
Vendas para grupos específicos: 11.94536-6682/ 21.96629-0012
Horário do funcionamento da bilheteria: segunda a sábado, das 10h às 22h; e domingo, das 10h às 20h30.
Formas de pagamento: Todos os cartões de crédito, débito e vale cultura. Não aceita cheques.
Clientes NET têm 50% de desconto na compra de até quatro ingressos.
Acessibilidade
Estacionamento no Shopping
Convencional: Até 2 horas - R$ 13,00 / Demais (por hora) + R$ 3,50
Motos: Até 2 horas - R$ 9,00 / Demais (por hora) + R$ 3,50

sexta-feira, 22 de junho de 2018

PAUL McCARTNEY "EGYPT STATION" - NOVO ÁLBUM DE ESTÚDIO DO ARTISTA SERÁ LANÇADO NO DIA 7 DE SETEMBRO

Paul McCartney te convida para uma viagem musical em seu novo disco “Egypt Station”, que será lançado no dia 7 de setembro, pela Universal Music.

Dividindo um título com uma das pinturas de Paul, “Egypt Station” é o primeiro disco de músicas inéditas do artista desde o bem-sucedido “New” de 2013. Duas faixas inéditas apresentam a nova fase do lendário Beatle – a lamentosa “I Don’t Know” (https://umusicbrazil.lnk.to/IDontKnowPR) -  e a áspera “Come On To Me” (https://umusicbrazil.lnk.to/ComeOnToMePR) e representam o disco que foi gravado entre Los Angeles, Londres e Sussex e produzido (com exceção de uma faixa de Ryan Tedder) por Greg Kurstin (Adele, Beck, Foo Fighters).

Sobre o título do aguardado novo disco, Paul diz, “Gostei das palavras ‘Egypt Station’. Elas me lembram dos discos em vinis que costumávamos fazer… ‘Egypt Station’ começa em uma estação na primeira música e a cada nova faixa visitamos uma nova estação. Foi essa a ideia que seguimos para criar cada faixa do disco a partir disso. Acho que ela veio de um sonho, mesmo lugar de onde as músicas surgem”.

Verdadeiras à inspiração por trás do título, as 14 faixas de “Egypt Station” combinam para formar um repertório único para uma viagem musical. Dos primeiros aos últimos acordes entra a “Estação 1” e “Estação 2”, cada canção encontra Paul capturando um lugar ou momento diferente e transportando o ouvinte para o próximo destino. Paradas ao longo do caminho incluem uma meditação acústica sobre o cotidiano (“Happy With You”), um hino atemporal que se encaixaria virtualmente em qualquer disco de qualquer era McCartney (“People Want Peace”) e um final épico de quase 7 minutos com uma música cujo arranjo remete aos combos anteriores de Paul (Despite Repeated Warnings”). O resultado é uma viagem por um caleidoscópio milenar de músicas de diferentes eras e localidades, mas que mantém as raízes nos dias de hoje, com as melodias e letras inconfundíveis de Paul McCartney guiadas por toda sua sensibilidade.

A confirmação do lançamento de “Egypt Station” acaba com a especulação sobre o novo disco de Paul McCartney que começou quando todas as fotos do perfil do artista foram apagadas e Paul visitou diversos postos turísticos de Liverpool. O início do álbum foi um show surpresa feito no dia 9 de junho em um pequeno pub de Liverpool, o Philharmonic Pub, durante o qual a faixa “Come On To Me” foi apresentada ao lado de diversos clássicos da carreira do músico. Mais detalhes estão por vir...

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Cypress Hill confirma apresentação no Rio de Janeiro em outubro, após mais de 20 anos longe dos cariocas

O multi-platinado grupo de hip-hop Cypress Hill confirmou seu show no Rio de Janeiro: vai ser no HUB RJ (Santo Cristo), no dia 11 de outubro (quinta). E a espera foi longa, o grupo não se apresentava para os cariocas desde 1996, quando foi uma das principais atrações do festival Close Up Planet, na Praça da Apoteose.
O Cypress Hill que vem ao Brasil traz os MCs da formação original B-Real e Sen Dog acompanhados de Eric Bobo, na percussão e o DJ Mix Master Mike, presença frequente ao lado dos Beastie Boys em álbuns e shows.
O primeiro álbum do Cypress Hill foi lançado em 1991, e vendeu mais de 2 milhões de cópias. Esse CD homônimo de estreia foi seguido pelo disco ‘Black Sunday’, que faturou três discos de platina e levou o Cypress pra o grande público, graças ao mega-hit ‘Insane in the brain’.

O Cypress Hill é respeitado como um dos mais importantes grupos da história do hip-hop. Eles, que já foram indicados ao Grammy, venderam mais de 18 milhões de álbuns ao redor do mundo e são considerados mentores do rap e hip-hop da Costa Oeste estadunidense.

Partidários da legalização da maconha desde o início da carreira, nos anos 90, eles ainda creem que o debate sobre o tema é relevante. “Procuramos educar as pessoas, além dos benefícios para a saúde, ou até mesmo do uso recreativo, a erva é uma injeção para a economia de qualquer país”, pondera B-Real.

Com seu álbum de estreia ainda no topo das paradas, o Cypress Hill se tornou o primeiro grupo de rap a ter dois CDs no top 10 da Billboard, em 1993, quando lançaram ‘Black Sunday’, que chegou ao número um.

CYPRESS HILL:
DIA 11/10 (QUINTA)
Abertura da casa: 20hrs
Local: Hub Rj - Av Professor Pereira Reis, Nº50.

🎫 PISTA COMUM - R$ 60,00* 
🎫 PISTA PREMIUM GO DRAFT - R$ 140,00* 
🎟 BACKSTAGE GO DRAFT (OPEN BAR) - R$ 350,00*
▪ Vodka Premium Absolut, Absolut Drinks, TNT, Gin Beefeater, Whisky Jameson, Cerveja GO DRAFT, Sucos Liv, Refrigerante, Tônica, Água

* Meia-entrada: estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos ou ingresso solidário válido com 1kg de alimento

Classificação 18 anos
Segue o link do evento

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Reinaldo Kherlakian no Paris 6 Burlesque

Dando sequência a temporada de sucesso, o cantor Reinaldo Kherlakian volta ao palco do Paris 6 Burlesque, em São Paulo, no próximo dia 26 de junho (terça-feira).

O repertório resgata e homenageia canções e intérpretes inesquecíveis da música internacional e nacional.  Com talento, emoção, romantismo e alegria, acompanhado por sua banda, Reinaldo Kherlakian cria releituras únicas dando nova roupagem a clássicos, como "Feelings", "Por Una Cabeza", "Evidências", "Só Você", entre outros.

Serviço
Evento: 
Reinaldo Kherlakian no Paris 6 Burlesque
Data: 26 de junho (terça-feira)
Horário do show: 21h
Local: Paris 6 Burlesque
Endereço: Rua Augusta, 2.809, Jardins, São Paulo 
Duração do Show: 60 minutos
Ingressos: R$100,00
Ingressos antecipados: no site do Ingresso Rápido, na bilheteria do teatro Procópio Ferreira (terça a domingo das 14h às 19h) ou no local do show das 19h às 22h
Ponto de Venda Sem Taxa de Conveniência: Teatro Procópio Ferreira
Endereço: Rua Augusta, 2823 – Jardins, São Paulo 
Sem taxa de Conveniência
Classificação etária: livre
Capacidade: 232 lugares
Ar Condicionado: Sim
Acesso a deficientes: Sim
Área de Fumantes: Não
Wi-fi: Sim
Serviço de vallet: R$30,00 

Ouça Reinaldo Kherlakian:Itunes: goo.gl/9lkE5o 
Deezer: goo.gl/LKlCY9 
Spotify: goo.gl/OVpZmp 
Google Play: goo.gl/J9XSGA

Siga nas redes sociais: www.facebook.com/reinaldo.kherlakian
www.instagram.com/reinaldokherlakian
www.reinaldokherlakian.com.br

terça-feira, 19 de junho de 2018

Nenhum de Nós volta ao Rio com show no Imperator

Depois de pouco mais de dois anos sem se apresentar no Rio, o Nenhum de Nós reaparece diante de seus fãs cariocas no dia 29 de junho, sexta-feira, trazendo seus maiores sucessos e ainda músicas inéditas do novo EP, intitulado “Doble Chapa”. A apresentação acontece no Imperator, às 21h.

Donos de sucessos que arrastaram multidões de amantes do pop rock nacional dos anos 80, o grupo, que completou 31 anos de carreira em outubro de 2017, conta com a consistente marca de mais de 2000 shows, 17 discos e 03 DVD’s lançados.

Entre os hits da banda, estão músicas como “O Astronauta de Mármore”, “Camila, Camila”, “Sobre o Tempo”, “Vou Deixar Que Você Se Vá” e “Você vai lembrar de mim”.  A banda já recebeu inúmeros prêmios, reconhecimento de público e de crítica, e possui uma imensa legião de fãs no Brasil e na América Latina. Estarão no palco do Imperator Thedy Corrêa (vocal e violão), Veco Marques e Carlos Stein (guitarras e violões), João Vicenti (teclados e acordeón) e Sady Homrich (bateria). Sempre acompanhados de Estevão Camargo, no baixo e vocais, como músico convidado.

O novo EP do Nenhum de Nós, “Doble Chapa” é uma referência às pessoas que vivem na fronteira próxima ao Uruguai. Motivo de documentários, ensaios literários e canções, inspirou o grupo gaúcho a batizar o EP. “Fronteiras podem ser legais na medida que abrigam iniciativas culturais marcadas por peculiaridades. Misturar estas particularidades para gerar algo novo é o tom deste novo trabalho”, revela o guitarrista Carlos Stein. “Com Doble Chapa reforçamos nossa identidade latino americana” complementa Thedy Corrêa. E prossegue: “somos apaixonados pelo nosso continente e temos especial orgulho de nossa condição de sulistas e gáuchos (com o acento castelhano). Nossa cultura é o resultado desta mistura que não conhece fronteiras e que faz com que haja sintonia mesmo falando línguas diferentes”.

E Thedy fecha uma reflexão sobre os percalços da integração musical latina: “falta um fortalecimento do mercado latino no Brasil, que o ignora solenemente. Somos mais suscetíveis às influências europeias e americanas do que aquela que nos proporciona a proximidade com os vizinhos de continente. É uma visão colonialista que atrapalha o intercâmbio cultural. Bandas como Nenhum de Nós e Paralamas do Sucesso fazem esta aproximação há décadas. Falta que outros artistas resolvam aderir à causa.” E Carlos completa: “embora exista muita admiração de parte a parte entre nossos países, o lado cultural ainda se ressente do tamanho do mercado. Acho que trabalhos como esse e investir nestes intercâmbios através de shows, podem ser o caminho para se construir algo mais concreto”.
Sobre a longevidade de mais de 3 décadas de estrada e o fato do grupo ser um dos que mais faz shows pelo Brasil, Thedy revela:  “Não é fácil atravessar três décadas de rock em um país como o Brasil, onde não se valoriza história e trajetória, onde sobressai a eterna sede pelo novo. Enfrentamos crises, modas e períodos de baixa, de cabeça erguida e sempre investindo em nosso público fiel. Tratamos nossa carreira com coerência e sendo leias aos princípios que tínhamos quando a banda começou. Ainda queremos transformar o mundo em um lugar melhor de se viver com a força de nossa música e poesia. Nos atualizamos sempre, mas o principal não muda: a nossa lealdade ao projeto artístico do Nenhum de Nós. Nunca traímos nosso público nem a nós mesmos.”
O EP “Doble Chapa” está disponível nas plataformas digitais e também em formato físico nas lojas de discos.  O lançamento é do selo Ímã Records.

Serviço:
Nenhum de Nós – show de lançamento do EP “Double Chapa”
Data: 29 de junho, sexta-feira
Horário: 21h
Local: Imperator (Centro Cultural João Nogueira)
Endereço: Rua Dias da Cruz, 170 (Méier) Fone (21) 2597-3897
Ingressos: R$ 50,00 e R$ 25,00
Vendas na bilheteria do teatro ou no site www.ingressorapido.com.br
Classificação indicativa:
Mais informações: (21) 2597-3897
Realização: Lado Inverso

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Detonautas Roque Clube e Lucas Lucco em encontro inédito

Detonautas Roque Clube relança a música Por Onde Você Anda? com encontro inédito com Lucas Lucco. O convite inesperado para o cantor e compositor mineiro dividir os vocais na canção foi aceito de imediato e, após muitas tentativas para afinar as agendas, foi no estúdio Mobília Space, no Rio de Janeiro, em clima descontraído e de muita “brodagem que a gravação aconteceu.

O encontro dos músicos do DRC e Lucas Lucco na canção Por Onde Você Anda?, composição de autoria de Tico Santa Cruz e Detonautas Roque Clube, pode ser conferido na foto acima e nas plataformas digitais. A canção faz parte do repertório de CD VI (2017), álbum que comemora os 20 anos de carreira do Detonautas Roque Clube já ultrapassou a marca de  6 milhões de streams apenas no Spotify.

“Foi divertida essa parceria, porque apesar de existir uma diferença enorme entre nossos estilos musicais, Lucas me contou que cantava músicas do Detonautas quando tocava na noite, antes de fazer sucesso. Ele também gostava muito de Rock em geral. Então, quando ele foi colocar a voz em “Por onde você anda?”, já estava familiarizado com esse nosso universo e fluiu muito naturalmente a gravação dessa canção. Foi um dia de muita alegria no estúdio. Agora é descobrir como o público reage a esse som.”, declara Tico Santa  Cruz.

Com diversos shows pelo Brasil, agora é afinar as datas para o encontro no palco, com o Detonautas Roque Clube e Lucas Lucco, para fazer a festa de uma legião de fãs dos dois artistas - do rock e do sertanejo. Afinal, somos todos Música Popular Brasileira.

O grupo composto por Tico Santa Cruz (vocal), Renato Rocha (guitarra), Fábio Brasil (bateria), DJ Cleston (percussão e programações), Phil(guitarra) e André Macca (baixo), está entre os artistas do rock nacional mais ouvidos no Spotify, com mais de 420 mil seguidores e 1 milhão de ouvintes por mês. O DRC também movimenta mais de 10 milhões de pessoas nas plataformas digitais e em suas redes sociais.

Ouça Por Onde Você?, com participação especial de Lucas Lucco: https://onerpm.lnk.to/DetonautasRoqueClube

Números de movimentação das redes do DRC:
Álbum VI: 6 milhões de streams (Spotify)
Música Por Onde Você Anda?, versão álbum VI: 2,5 milhões de streams (Spotify)
Música Dias Assim, com Leoni, no FaceBook: 5 milhões de visualizações/milhares de compartilhamentos.
Spotify: aproximadamente 420 mil seguidores e + de 1 milhão de ouvintes/mês

Twitter: @detonautas
Instagram: @detonautas
Ouça o CD VI nas plataformas digitais: https://onerpm.lnk.to/DetonautasRoqueClube

domingo, 17 de junho de 2018

“Lago Azul” – Gerson Conrad

No dia 23 de maio de 1973, João Ricardo (violões de 6/12 cordas, harmônica de boca e vocal), Ney Matogrosso (vocal), Gerson Conrad (violões de 6/12 cordas e vocal) e Marcelo Frias (bateria e percussão) entram no estúdio "Prova-SP" para gravar o primeiro LP dos Secos & Molhados - acompanhados de músicos e arranjadores de apoio: Sérgio Rosadas (flauta transversal e flauta de bambu); John Flavin (guitarra e violão de 12); Zé Rodrix (piano, ocarina e sintetizador); Willi Verdauguer (baixo) e Emílio Carrea (piano).

O disco foi lançado pela gravadora Continental. Resultado: Secos & Molhados virou fenômeno nacional! Retornado da bem sucedida tour pelo México, os Secos & Molhados entram no estúdio Prova-SP de Maio a Julho, gravam o segundo álbum com encomenda inicial de 150.000 cópias.

Em 10 de agosto de 1974, chega às lojas o esperado segundo disco dos Secos & Molhados. No dia 12 de agosto, véspera da estreia do show, um dia após apresentação do programa “Fantástico”, da TV Globo, com os clipes de lançamento do novo disco vem à tona a notícia bombástica: O fim dos Secos & Molhados!

Gerson Conrad, violinista, compositor e criador do emblemático sucesso dos Secos & Molhados “Rosa de Hiroshima”, melodia em cima de um poema de Vinicius de Moraes, além de canções imortais que se tornaram clássicos como “El Rey” e “Delírio”.
“Sem falsa modéstia são três obras que levam minha assinatura. “Rosa de Hiroshima”, a música, eternizou o poema de Vinicius de Moraes e se tornou a obra de referência dentro do trabalho S&M. Carro chefe na carreira solo do Ney Matogrosso e da minha, enquanto compositor e, hoje em dia, continua sendo a obra do grupo que tem reconhecimento internacional” detalha Gerson Conrad.


(foto de Elias Nogueira)

Lago Azul
- Em meados de janeiro de 2017, entrei em estúdio para começar a registrar e organizar composições inéditas de meu repertório guardadas desde 1981 quando havia gravado meu último registro em disco. Com a facilidade de estúdio do meu guitarrista e arranjador Aru Jr. demos início às gravações, porém, sem a intenção de que fosse uma produção independente ou virasse um CD. Sem pressa nos habituamos a trabalhar cada composição inédita semanalmente e, ao final de outubro/2017, nos demos conta de que tínhamos material para mais de três discos.

Sem a intenção ou obrigação de lançar esse material, surgiu a oportunidade de apresentar à gravadora Deck que imediatamente se propôs a lançar nos formatos digital e CD físico. 
- “Lago Azul” é uma composição minha, letra e música que havia composto para concorrer no último Festival Globo Shell, década de 1980. Dias depois da inscrição, recebi uma carta assinada pela direção do festival, informando de que a música estava acima da média das composições inscritas e assim sendo, de difícil julgamento, "or concurr". (risos) Por esse motivo não havia sido selecionada para concorrer com as demais. Enfim, coisas que só acontecem no Brasil.

Repertório
- A escolha do repertório foi de muita emoção em meio ao material que havíamos gravado no período citado. Em “Lago Azul” reúno composições inéditas que datam algumas, desde a década de 1970 até os dias de hoje. 

Parceria em composições
- Quando comecei a compor, ainda adolescente, não ousava escrever letras ou poemas de próprio punho, então surgiu à necessidade de trabalhar com parceiros letristas ou poetas. Anos mais tarde, descobri que tinha essa capacidade. 
Meus dois primeiros discos, Trem Noturno (Som Livre 1975) e Rosto Marcado (Continental 1981) só trabalhei com Paulinho Mendonça nas parcerias. 
Em Lago Azul, além do Mendonça, apresento novos parceiros e algumas composições em que assino letra e música. Pedro Levitch se tornou um parceiro na década de 1980, porém, não havia tido a oportunidade de gravar nossa sinergia até então.
Já Alessandro Uccello, foi um parceiro mais recente dos últimos anos. No caso de Aru Jr., se tornou parceiro na faixa “Quem Sente Não Cala” pelo fato de ter ilustrado com uma composição melódica incidental de sua autoria, a composição de minha autoria, letra e música.

Clipe – Teias (Pedro Levitch/Gerson Conrad) 
- É uma das nossas primeiras parcerias, de 1986, quando Pedro escreveu o poema para Ney Matogrosso que na época não se interessou em gravar. Contudo, incluí a música em meu repertório de apresentações ao vivo e, a música tem sido uma das mais aplaudidas pelo público desde então. Assim, a escolhemos para a confecção do videoclipe/doc.

Paulinho Mendonça
- Paulinho foi meu primeiro parceiro desde a época do S&Ms. Mais do que natural que estivesse presente em “Lago Azul”.


Versátil
- Sou um compositor eclético e a música que faço considero de cunho universal - sem rótulos ou regionalismos, apesar de Lago Azul se enquadrar dentro do conceito pop-rock. Acredito que a “Arte”, ou o processo criativo não se explica, devendo cada observador frente a uma obra visual ou auditiva, criar seu próprio conceito dependente de sua emoção. “Lago Azul” traz um psicodelismo em cada faixa, está na tradução literal do grego ou "o que revela a alma" segundo o psiquiatra inglês Humphry Osmond "revelação da mente" (década de 1960). Assim vejo meu trabalho criativo. Por esse motivo, em vez de explicar ou comentar cada uma das composições/faixas, convido a todos que mergulhem nesse "Lago Azul" assim como mergulhamos, Aru Jr, a Deckdisc e eu - deixemos aflorar suas emoções e considerações sobre esse novo trabalho.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Serapicos divulga cômico clipe de "Sofá-Cama"

Em clima de Dia dos Namorados, o Serapicos lançou nesta terça, 12, o clipe de “Sofá-Cama”, single da banda que chegou no início de junho.  O vídeo, dirigido por Marcelo Perdido, foge um pouco das tradições romantizadas da data e parte para uma temática mais realista das relações: como manter a chama do início de namoro acesa?
Com Gabriel Serapicos e Victória Vaz como protagonistas, o registro visual retrata de forma espirituosa a trajetória de um casal que tenta responder à questão, buscando incessantemente pela química que os juntou. Mas, após tentativas frustradas de terapia e ioga, percebem que a resposta está mais longe do que haviam imaginado: em uma viagem no tempo. 
“Estava com o tema da volta ao passado na cabeça depois de ter visto a série Dark, da Netflix”, conta Gabriel. “Acho viagem no tempo uma forma bem madura de lidar com relacionamentos.”
O rock com pegada techno-brega é a primeira de três músicas que serão lançadas pelo Serapicos em 2018. “Sofá-Cama”, uma provocação saudável sobre relacionamentos abertos, é o resultado da primeira experimentação de Gabriel escrevendo letra e melodia ao mesmo tempo, e também uma estreia no campo dos metais — usando o som do saxofone e do trompete. Apesar disso, carrega as características essenciais da banda: um estilo único, a combinação das vozes do duo, e a mistura de gêneros musicais.

Sobre o Serapicos:
Serapicos é o projeto musical do produtor/compositor Gabriel Serapicos. Em 2016, o grupo lançou 17 Canções em Português Para Ouvir Antes de Morrer, álbum-duplo que explora temas como relacionamentos, morte, ficção científica e dinheiro, sempre sobre o prisma bem-humorado, ácido e melancólico do rock alternativo de vanguarda.

Auto-definindo-se como um cosmopolita pseudo-romântico, Serapicos incorpora ao rock elementos de samba, jazz, blues, folk e teatro musical, revezando o protagonismo entre a voz barítona de Gabriel e a contralto de Victória Vaz, com letras "intrigantes e surpreendentes", segundo Thales de Menezes da Folha de SP.

ASSISTA AO CLIPE DE “SOFÁ-CAMA” https://www.youtube.com/watch?v=Q4LgMaquelA&feature=youtu.be

Ficha Técnica:Direção: Marcelo Perdido
Roteiro e produção: Gabriel Serapicos
Elenco: Gabriel Serapicos, Victória Vaz, Pedro Serapicos, Caio Nazaro e Matheus Souza
Dançarinos: Nat Bernun, André Anjos


Ouça "Sofá-Cama":
https://youtu.be/hEKjdeFhDu0

quinta-feira, 14 de junho de 2018

ITHAMARA KOORAX NO BLUE NOTE

Aclamada pelo jornal The New York Times e eleita uma das três melhores cantoras do mundo pela revista DownBeat – ao lado de Diana Krall e Cassandra Wilson -, Ithamara Koorax é uma das artistas brasileiras de maior prestígio internacional. Ela se apresenta pela primeira vez no Blue Note Rio, dia 7 de Julho às 20hs, com o show (inédito no Rio!) de lançamento do álbum All Around the World, e gravado ao vivo durante turnês pelos EUA, Europa e Ásia. Ithamara virá acompanhada de seu trio – Paula Faour (piano), Jorge Pescara (baixo) e Cesar Machado (bateria) -, com o qual rodou o mundo. No repertório, músicas de Miles Davis, Cole Porter, Richard Rodgers, Tom Jobim, Michel Legrand, John Coltrane.
Ithamara tocou e gravou com alguns dos maiores músicos do mundo: Ron Carter, Larry Coryell, Tom Jobim, John McLaughlin, Luiz Bonfá, João Donato, Gonzalo Rubalcaba, Dave Brubeck, Claus Ogerman, Marcos Valle, Sadao Watanabe, Raul de Souza, Paulo Moura, Eumir Deodato, Dom Um Romão, Mario Castro-Neves, Milton Banana, Hermeto Pascoal, os grupos Os Cariocas e Azymuth, e muitos outros.
A cantora já se apresentou em alguns dos principais palcos do planeta – do Teatro Municipal (Rio) ao Jazz Café (Londres), do Auditório Ibirapuera (São Paulo) ao Carreau du Temple (Paris), passando pela também pela CUNY – City University of New York (NY), Martinus Concert Hall (Helsinki), EBS Space (Seoul), Sanyo Hall (Tokyo), U Stare Pani (Praga), Mahoganny Hall (Berna), Moods (Zurich), Unterfahrt (Munich), além de festivais de jazz em países como Sérvia, República Tcheca, Portugal, Inglaterra, Suiça, Bulgária e Chipre, e sete excursões pela Ásia.
Incluida entre as melhores cantoras da história do jazz na enciclopédia The Jazz Singers, Ithamara já lançou 22 CDs, gravou 10 músicas para novelas da TV Globo, e 4 trilhas de filmes. Em 2010, seu álbum Bim Bom – The Complete João Gilberto Songbook, dedicado à obra de João Gilberto como compositor, ampliou ainda mais sua popularidade no Brasil e no exterior.
SERVICO:
ITHAMARA KOORAX NO BLUE NOTE
DIA 07/07 (SABADO)
► SESSÃO: 20:00
PRECO INGRESSOS: R$90 / meia R$45
CLASSIFICACAO ETARIA: 12 anos
► ATENÇÃO:
Setor único: adotamos o modelo “first come, first serve”. Assim, chegue cedo para garantir o seu lugar. Mesas marcadas apenas para Membros do Blue Note Rio Club pelo canal de relacionamentos. Se você não é um Membro do Blue Note Rio Club, faça agora sua adesão no link: https://bluenoterio.com.br/#virar-membro

► Membros do Blue Note Premium Club (desconto de 20%), Blue Note Club (desconto de 10%), para validar o preço basta digitar o CPF. Ajuda através do e-mailrelacionamento@bluenoterio.com.br

Clientes Cartão de Crédito Porto Seguro: digite os números do seu cartão para obter o desconto de 15%.

Assinantes UOL: digite seu CPF para obter o desconto de 5%

WeWork: insira seu código promocional para garantir o desconto de 10%

Nespresso: insira seu código promocional para garantir o desconto de 10%

► Horários de entrada e saída do clube conforme padrão internacional do Blue Note:
Primeiro set: abertura do clube às 19h. Após o término, o público deverá deixar o salão em até 30 minutos.
Bilheteria: (21) 3799-2500

terça-feira, 12 de junho de 2018

A musicalidade de Gustavo Fagundes em sabores distintos

Gustavo Fagundes lança EP com cinco novas faixas. Nele, duas faixas já são bem conhecidas do público: “Você Me Faz Feliz”, de autoria do próprio Gustavo, lançada no fim de 2017, com boa execução nas rádios e “Tanto a Perder” (Gustavo Fagundes/ Lucas Abude) lançada há três meses, uma canção pop com pitadas de rock, que vem trazendo cada vez mais fãs para o cantor e compositor.

Já as canções inéditas começam por “Sua Voz” (Gustavo Fagundes/ Lucas Abude), trazendo versos que falam de amor em toda sua simples complexidade “(...) Saber de nós, quem dera compreender, mais fácil ler Camões (...)”. A doçura da melodia na batida firme no coração da caixa da bateria. Essa concepção de sempre “dentro” da caixa, sem usar o “aro” faz um contraponto de força no musical doce. Uma formatação musical crua, ao vivo, na tocada, na intuição, no sentimento da canção. .

“Tentando” (Gustavo Fagundes) presenteia o ouvinte com um groove de baixo que passeia grandiosamente  por dois acordes. Até o coda, é assim que a música acontece. Gustavo traz a simplicidade de compor basicamente com dois acordes, com uma melodia rica trazendo o cotidiano na letra. Programações e efeitos misturados com o orgânico temperam a faixa.

Fechando com chave de ouro, “Foi Bom” (Gustavo Fagundes/Marcelo Morgado) apresenta uma construção piramidal, começando com voz e piano, como se Gustavo cantasse ao nosso lado. A cada ciclo de compasso a música traz novidades: o que era doce, ganha contornos de “pop rock”, com guitarra, baixo e bateria numa construção tão bem desenhada, que não é possível imaginar a música de outra forma. As cordas vão junto com Gustavo, da leveza à revolta do intérprete, que chega até nós pisando muito firme, marcando seu espaço e vindo pra ficar.

Ficha técnica

Você Me Faz Feliz/ Sua Voz

Direção musical: Sergio Jr.

Violão: Gustavo Fagundes
Teclado: Rafael Castilhol
Guitarra: Michel Fujiwara
Baixo: Robson ...
Bateria: Dedê

Tanto a Peder/ Tentando/ Foi Bom

Produção Musical: Conrado Góes
Guitarra e programações: Conrado Góes
Bateria: Thiago "big" Rabello
Baixo, teclados, programações, guitarras, violões, arranjo: Conrado Goys
Piano, Hammond, Wurlitzer: Zé Godoy
Violão: Gustavo Fagundes

Ouça aqui GUSTAVO FAGUNDES:

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Sublime with Rome confirma shows no Rio de Janeiro

A espera acabou! 
A banda Sublime With Rome retorna ao Rio de Janeiro depois de três anos para uma apresentação histórica no HUB RJ (Santo Cristo), no dia 15 de setembro (sábado). O grupo chega com um novo álbum de 2018 e também apresenta os hits de seus dois primeiros lançamentos, “Sirens”, de 2015 e “Yours Truly”, de 2011. Nessa tour a banda irá celebrar os grandes sucessos da era #Sublime, que tem mais de 20 anos de existência. 
 "Nós tivemos mais tempo, nos conhecemos melhor agora e somos músicos ainda melhores", disse Rome Ramirez, que tinha apenas 20 anos quando embarcou nesta jornada vitoriosa. 
 Com o baixista e co-fundador do Sublime, Eric Wilson, ancorando o grupo, o Sublime With Rome está armado com um trabalho autoral de altíssimo nível. 
Produzido por Rob Cavallo, o último lançamento é uma expressão de três músicos que se comunicam e se expressam perfeitamente através de seus instrumentos.
 A banda fará seu retorno à América Latina em setembro. “Não podemos esperar para voltar à América Latina e tocar algumas músicas com alguns dos fãs mais furiosos do planeta”, disse Rome Ramirez.
Formado em 1988, em Long Beach, o Sublime é uma banda estadunidense de ska punk e reggae. Com a morte do vocalista Bradley em 1996 os integrantes restantes resolveram encerrar as atividades do grupo. No entanto, em 1997, músicas como "What I Got", "Santeria", "Wrong Way" e "Doin' Time" explodiram nas rádios americanas e motivaram o time a continuar seu legado.
O Sublime with Rome é a união da célula que criou o Sublime com a voz emblemática do cantor Rome Ramirez.
Links relacionados




Serviço
SUBLIME:
DIA 15/09 (SÁBADO)
Abertura da casa: 19h
Local: Hub Rj – Av. Professor Pereira Reis, Nº50.- Santo Cristo
PISTA COMUM - R$ 60,00* 
PISTA PREMIUM GO DRAFT - R$ 140,00* 
BACKSTAGE GO DRAFT (OPEN BAR) - R$ 350,00*
▪ Vodka Premium Absolut, Absolut Drinks, TNT, Gin Beefeater, Whisky Jameson, Cerveja GO DRAFT, Sucos Liv, Refrigerante, Tônica, Água

*Valores de meia entrada

Meia-entrada: estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos ou ingresso solidário válido com 1kg de alimento

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Nenhum de Nós volta a Rio trazendo seus maiores sucessos e inéditas

Depois de pouco mais de dois anos sem se apresentar no Rio, o Nenhum de Nós reaparece diante de seus fãs cariocas no dia 29 de junho, sexta-feira, trazendo seus maiores sucessos e ainda músicas inéditas do novo EP, intitulado “Doble Chapa”. A apresentação acontece no Imperator, às 21h.

Donos de sucessos que arrastaram multidões de amantes do pop rock nacional dos anos 80, o grupo, que completou 31 anos de carreira em outubro de 2017, conta com a consistente marca de mais de 2000 shows, 17 discos e 03 DVD’s lançados.

Entre os hits da banda, estão músicas como “O Astronauta de Mármore”, “Camila, Camila”, “Sobre o Tempo”, “Vou Deixar Que Você Se Vá” e “Você vai lembrar de mim”.  A banda já recebeu inúmeros prêmios, reconhecimento de público e de crítica, e possui uma imensa legião de fãs no Brasil e na América Latina. Estarão no palco do Imperator Thedy Corrêa (vocal e violão), Veco Marques e Carlos Stein (guitarras e violões), João Vicenti (teclados e acordeón) e Sady Homrich (bateria). Sempre acompanhados de Estevão Camargo, no baixo e vocais, como músico convidado.

O novo EP do Nenhum de Nós, “Doble Chapa” é uma referência às pessoas que vivem na fronteira próxima ao Uruguai. Motivo de documentários, ensaios literários e canções, inspirou o grupo gaúcho a batizar o EP. “Fronteiras podem ser legais na medida que abrigam iniciativas culturais marcadas por peculiaridades. Misturar estas particularidades para gerar algo novo é o tom deste novo trabalho”, revela o guitarrista Carlos Stein. “Com Doble Chapa reforçamos nossa identidade latino americana” complementa Thedy Corrêa. E prossegue: “somos apaixonados pelo nosso continente e temos especial orgulho de nossa condição de sulistas e gáuchos (com o acento castelhano). Nossa cultura é o resultado desta mistura que não conhece fronteiras e que faz com que haja sintonia mesmo falando línguas diferentes”.

E Thedy fecha uma reflexão sobre os percalços da integração musical latina: “falta um fortalecimento do mercado latino no Brasil, que o ignora solenemente. Somos mais suscetíveis às influências europeias e americanas do que aquela que nos proporciona a proximidade com os vizinhos de continente. É uma visão colonialista que atrapalha o intercâmbio cultural. Bandas como Nenhum de Nós e Paralamas do Sucesso fazem esta aproximação há décadas. Falta que outros artistas resolvam aderir à causa.” E Carlos completa: “embora exista muita admiração de parte a parte entre nossos países, o lado cultural ainda se ressente do tamanho do mercado. Acho que trabalhos como esse e investir nestes intercâmbios através de shows, podem ser o caminho para se construir algo mais concreto”.
Sobre a longevidade de mais de 3 décadas de estrada e o fato do grupo ser um dos que mais faz shows pelo Brasil, Thedy revela:  “Não é fácil atravessar três décadas de rock em um país como o Brasil, onde não se valoriza história e trajetória, onde sobressai a eterna sede pelo novo. Enfrentamos crises, modas e períodos de baixa, de cabeça erguida e sempre investindo em nosso público fiel. Tratamos nossa carreira com coerência e sendo leias aos princípios que tínhamos quando a banda começou. Ainda queremos transformar o mundo em um lugar melhor de se viver com a força de nossa música e poesia. Nos atualizamos sempre, mas o principal não muda: a nossa lealdade ao projeto artístico do Nenhum de Nós. Nunca traímos nosso público nem a nós mesmos.”
O EP “Doble Chapa” está disponível nas plataformas digitais e também em formato físico nas lojas de discos.  O lançamento é do selo Ímã Records.

Serviço:
Nenhum de Nós – show de lançamento do EP “Double Chapa”
Data: 29 de junho, sexta-feira
Horário: 21h
Local: Imperator (Centro Cultural João Nogueira)
Endereço: Rua Dias da Cruz, 170 (Méier) Fone (21) 2597-3897
Ingressos: R$ 50,00 e R$ 25,00
Vendas na bilheteria do teatro ou no site www.ingressorapido.com.br
Classificação indicativa:
Mais informações: (21) 2597-3897
Realização: Lado Inverso

Foto de Raul Krebs

quinta-feira, 7 de junho de 2018

O HOMEM DE LA MANCHA MUSICAL

O Homem de La Mancha, o emocionante musical de D. Quixote, superprodução dirigida por Miguel Falabella, no Teatro Bradesco Rio, fica em cartaz até 15 de julho. O enredo de “O Homem de la Mancha” traz a história de Miguel de Cervantes, poeta, ator de teatro e coletor de impostos, que é internado em um manicômio no final dos anos 1950. Junto com ele, é apresentado ao público seu criado, Sancho. O musical narra, a partir daí, diversos momentos que culminam na encenação da história de D. Alonso Quijana, fazendeiro tomado pela loucura que imagina ser D. Quixote, Senhor de La Mancha, um Cavaleiro Errante atrás de aventuras para combater o mal, assistir os indefesos e praticar o bem. O espetáculo apresenta 27 números musicais, dentre os quais está a música “O Sonho Impossível”, um dos maiores ícones da história do teatro musical. A produção completa é composta por 92 profissionais, sendo 30 atores, 16 músicos e 46 integrantes da equipe técnica.

Duração: 105 min.
Classificação: Não recomendado para menores de 10 anos

Apresentado por Lei de Incentivo à Cultura e Bradesco Seguros
Patrocínio Eletrobrás Furnas e Grupo Protege
Apoio Repsol Sinopec Brasil e EDP
Transportadora Oficial Avianca
Realização Atelier de Cultura e Ministério da Cultura

SERVIÇO:
De 09 de junho a 15 de julho
Sessões
09 de junho, sábado, às 21h
10 de junho, domingo, às 18h
14 de junho, quinta-feira, às 21h
15 de junho, sexta-feira, às 21h
16 de junho, sábado, às 17h e 21h
17 de junho, domingo, às 18h
21 de junho, quinta-feira, às 21h
22 de junho, sexta-feira, às 21h
23 de junho, sábado, às 17h e 21h
24 de junho, domingo, às 18h
28 de junho, quinta-feira, às 21h
29 de junho, sexta-feira, às 21h
30 de junho, sábado, às 17h e 21h
01 de julho, domingo, às 18h
05 de julho, quinta-feira, às 21h
07 de julho, sábado, às 17h e 21h
08 de julho, domingo, às 18h
13 de julho, sexta-feira, às 21h
14 de julho, sábado, às 17h e 21h
15 de julho, domingo, às 18h
Teatro Bradesco Rio (Avenida das Américas, 3900 – loja 160 do Shopping VillageMall – Barra da Tijuca)www.teatrobradescorio.com.br

PROMOÇÃO:
De 15 a 29 ingressos – 5% com 1 cortesia; 30 a 49 ingressos – 10% com 2 cortesias; 50 a 79 ingressos – 15% com 2 cortesias: Acima dos 80 ingressos – 20% com 3 cortesias

INGRESSOS
Setor
Inteira
Meia-Entrada
Balcão Nobre
R$ 75,00
R$ 37,50
Camarotes
R$ 75,00
R$ 37,50
Frisas
R$ 75,00
R$ 37,50
Plateia Alta
R$ 120,00
R$ 60,00
Plateia Baixa
R$ 150,00
R$ 75,00
Plateia Gold
R$ 180,00
R$ 90,00